Psicóloga Milena Mendonça

Ma. Psicologia da Saúde com foco em Psicologia Positiva

Esp. Saúde Pública e da Família - Formação em Psicanálise

Contato: 79 3042-8206. Casa Positiva - Rua Laura Fontes, 217, 1º Piso, 13 de Julho.

A Psicóloga

Milena Mendonça é psicóloga, psicoterapeuta e psicanalista. Idealizadora e fundadora da Casa Positiva - Saúde Integrada e Qualidade de Vida. Mestra em Psicologia da Saúde com foco em Psicologia Positiva pela Universidade de Palermo em Buenos Aires, Argentina. Especialista em Saúde Pública e da Família pela Universidade Tiradentes em Aracaju. Com formação em Terapia de base psicanalítica pela Escola de Psicanálise dos Fóruns do campo Lacaniano de Aracaju. Possui experiência prática e formação na área de Psicologia, Psicoterapia, Pesquisa e Ensino.

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/3196236559029293

Publicações e Entrevistas

Trabalhos de investigação científica e produções escritas próprias que abordam temáticas relacionadas às questões que dialogam direta ou indiretamente com a psicologia. Como também entrevistas e palestras:

Psicoterapia

O Atendimento Psicológico

O consultório de psicologia está organizado em uma sala ampla que permite atendimento a diversas demandas psicológicas. A psicóloga e psicoterapeuta Milena Mendonça atende em seu consultório adultos, adolescentes, crianças e casais que buscam desenvolver suas potencialidades através das seguintes psicoterapias:

Psicoterapia Individual:

Na psicoterapia individual, o psicólogo trabalha junto com a pessoa em questão todos os temas que se pretende aprimorar, resolver, descobrir ou desenvolver na vida dessa pessoa. O paciente é quem escolhe esses temas; que podem estar relacionados a perspectivas profissionais, emocionais, familiares, de relacionamento entre parceiros, busca pessoal por um assunto específico, ou a vontade de aumentar o autoconhecimento e assim poder ter maior autonomia nas decisões de sua vida. É na psicoterapia individual que a pessoa dedica um tempo especial para olhar para si mesma, para refletir sobre seu comportamento, sua forma de se relacionar consigo mesma e com o mundo. Nessa hora buscamos conhecer os aspectos conscientes e inconscientes que atuam na vida da pessoa, o que lhe agrada, o que lhe incomoda, o que pode ser mudado, o que precisa ser aceito tal como é.

Psicoterapia de Casal:

Na psicoterapia de casal o psicólogo busca conhecer a história do casal e o que os motivou a procurar a terapia. É importante saber se ambos os parceiros têm interesse em continuar a relação, se têm dúvidas quanto a isso ou divergências. Levantamos os assuntos que o casal julga relevante serem trabalhados e procuramos discutir da maneira mais aberta possível esses tópicos, buscando um ponto de convergência.

Psicoterapia de Grupo:

Quando o sujeito, juntamente com seu psicoterapeuta, chega à conclusão que muitos dos problemas que o estão afligindo podem ser melhor resolvidos em um trabalho conjunto com outras pessoas que estejam passando por problemas semelhantes, ou que de algum modo possam se ajudar a superar suas dificuldades. Entre os problemas que podem beneficiar-se de uma Psicoterapia individual ou de grupo, podemos citar: depressão leve e moderada, distúrbios de ansiedade, distúrbios alimentares (anorexia, bulimia), uso abusivo de álcool e outras drogas, problemas relacionados a dificuldades com a sexualidade, entre outros.

Atendimento Domiciliar:

Pacientes vitimados por doenças incapacitantes, degenerativas e/ou auto-imunes, e que se encontram limitadas quanto à locomoção podem receber atendimento em domicílio, bem como a família e/ou pessoas que convivem com os mesmos.

Psicoterapia Infantil:

Destina-se a trabalhar com crianças de até 12 anos que apresentam dificuldades de relacionamento com adultos ou com outras crianças, problemas de comportamento como agressividade, apatia, entre outros. A criança pode fazer uma terapia também porque está apresentando problemas de medo excessivo, enurese noturna (urinar nas vestes dormindo), encoprese (evacuar nas vestes), choro indiscriminado e sem causa aparente; ou ainda, porque vivenciou uma situação de trama (foi vítima de abuso sexual, sofreu alguma violência física ou psicológica, foi abandonada, perdeu um parente próximo muito querido etc.).

Psicoterapia de Família:

Deve acontecer sempre que seus membros estiverem enfrentando dificuldades na forma como se relacionam. Estas dificuldades podem ser de natureza diversa, tais como: problemas com um filho adolescente que está usando drogas ou envolvido em atos infracionais, um dos filhos está apresentando problemas de comportamento na escola, a família está enfrentando dificuldades na forma de educar seus filhos (os pais apresentam comportamentos educativos muito violentos, como surras que deixam marcas no corpo da criança). Outra indicação para Psicoterapia de Família pode ser quando houve uma perda brusca e violenta de algum de seus membros, ou ainda a família está em fase de separação e divórcio. Também pode ser indicada a terapia de família quando algum dos seus membros sofre de transtornos mentais e a família precisa encontrar formas de lidar com esta pessoa. Finalmente, a família pode fazer uma terapia conjunta porque deseja melhorar sua forma de se relacionar, conhecer melhor as reações de cada um dos seus membros, ou simplesmente se integrar melhor.

Os resultados da Psicoterapia

Os resultados vão depender muito da participação da pessoa, tanto no comparecimento às sessões quanto na disponibilidade em falar sobre os assuntos que o incomodam. É preciso também considerar que as pessoas são diferentes umas das outras e que uns precisarão de mais tempo que outros para se sentir melhor. Finalmente, a confiança do paciente no psicoterapeuta é de fundamental importância para o sucesso da terapia.

Consultório de Psicologia

O consultório de psicologia procura criar um ambiente com o qual o paciente possa vincular-se de modo a reconhecê-lo como lugar no qual ele pode “ser” a partir da relação com o psicólogo e como lugar no qual estabelecerá uma relação de revelação para consigo mesmo por meio de sua expressão neste ambiente. Isto vale para todas as propostas de trabalho psicológico. A verdade, a contradição, a revelação, os sentimentos, as emoções, os paradoxos, as ambigüidades, a reflexão irão compor o processo dinâmico que se propõe neste lugar pela fala livre, acompanhada da compreensão psicológica de seus sentidos e significados.